Busca

JSantanna

Meu blog sobre engenharia, tecnologia, ciência da Computação, etc.

Categoria

Eclipse

>Eclipse VE e SWT no MAC

>A ultima versão do eclipse a 3.5 chamada de Galileu em homenagem a lua de saturno traz uma novidade para quem trabalha com a plataforma MAC , pela primeira vez eles portaram toda a interface do eclipse usando o SWT na versão cocoa .

Cocoa é uma API do sistema Mac OSX que dá aquele visual clean e futurista o sistema operacional do Steve Jobs , claro que assim que saiu do fogo eu baixei essa versão do eclipse e sai configurando com as feramentas que mais utilizo . Atualmente eu programo com dois toolkits graficos para a plataforma desktop , o famoso e onipresente swing que vem com a JFC ( Java Foundation Classes ) da sun e o SWT ( Standart Widget Toolkit ) criado pela IBM. Não sei porque as novas versões do eclipse baseadas no cocoa ainda não vem com o SWT atualizado , issso me deu um problema danado , instalava o VE como de costume e pra programar usando swing era uma beleza , mas na hora de usar o SWT o eclipse não tinha instalado o toolkit do SWT que nas outras versões vinha instalado por Default , depois de inumeras tentativas de instalar o SWT na unha o máximo que eu consegui era importar o SWT como biblioteca de usuario para utilizar nos meus projetos , até funcionava mas o VE ( Visual Editor) apagava por completo assim que eu criasse qualquer classe baseada no SWT , então eu acabava tendo que programar no escuro , a moda antiga sem ferramenta visual , por isso dou um conselho a vocês , sempre que for instalar outra versão , seja do Netbeans seja do eclipse , sempre mantenha a sua instalação antiga , não se afobe apagando a sua versão antiga já toda redondinha e customizada com todos os plugins que você usa , não se afobe , vá migrando aos poucos , só quando a nova versão já estiver toda confgurada e redondinha ai sim apague a versão anterior.

visual editor : criando GUI’s com o SWT

Bom mas como resolvi o problema do SWT no Eclipse Galileu?? depois de muito bater cabeça descobri que temos 3 versões do Eclipse Galileu para Mac , uma baseada no cocoa com suporte a SO de 32 bits, outra baseada no cocoa com suporte a 64 bits e finalmente a baseada no carbon para SO de 32 bits .

Já quase desistindo de ficar com a nova versão do eclipse resolvi instalar a versão baseada no carbon , o carbon é uma API do Mac OSX só que mais velha que a cocoa … pra minha surpresa tudo funcionou perfeitamente , essa versão vem com o swt nativo no eclipse !!! que beleza !!! , agora posso voltar a desenvolver em SWT com a mesma eficacia de sempre .

A conclusão disso tudo é que a nova versão do SWT para Mac baseada no cocoa ainda não está perfeitamente integrada ao ambiente do Eclipse , eles ainda devem estar fazendo ajustes , recomendo para quem utiliza mac que espere os novos milestones de lançamento da IDE para que o SWT já venha integrado de vez , ficar importando o SWT como biblioteca externa é muito contraproducente.

Finalmente vale ressaltar aqui que esse problema só acontece na versão para Mac do eclipse e para quem só desenvolve em swing isso nem chega a ser um problema , Já o Netbeans só dá suporte a biblioteca Swing , para programar usando o SWT no Netbeans só inportando a biblioteca diretamente e usando alguns plugin de terceiros (geralmente pago claro : -) ) para ter suporte ao SWT visualmente .

Anúncios

Eclipse VE e SWT no MAC

A ultima versão do eclipse a 3.5 chamada de Galileu em homenagem a lua de saturno traz uma novidade para quem trabalha com a plataforma MAC , pela primeira vez eles portaram toda a interface do eclipse usando o SWT na versão cocoa .

Cocoa é uma API do sistema Mac OSX que dá aquele visual clean e futurista o sistema operacional do Steve Jobs , claro que assim que saiu do fogo eu baixei essa versão do eclipse e sai configurando com as feramentas que mais utilizo . Atualmente eu programo com dois toolkits graficos para a plataforma desktop , o famoso e onipresente swing que vem com a JFC ( Java Foundation Classes ) da sun e o SWT ( Standart Widget Toolkit ) criado pela IBM. Não sei porque as novas versões do eclipse baseadas no cocoa ainda não vem com o SWT atualizado , issso me deu um problema danado , instalava o VE como de costume e pra programar usando swing era uma beleza , mas na hora de usar o SWT o eclipse não tinha instalado o toolkit do SWT que nas outras versões vinha instalado por Default , depois de inumeras tentativas de instalar o SWT na unha o máximo que eu consegui era importar o SWT como biblioteca de usuario para utilizar nos meus projetos , até funcionava mas o VE ( Visual Editor) apagava por completo assim que eu criasse qualquer classe baseada no SWT , então eu acabava tendo que programar no escuro , a moda antiga sem ferramenta visual , por isso dou um conselho a vocês , sempre que for instalar outra versão , seja do Netbeans seja do eclipse , sempre mantenha a sua instalação antiga , não se afobe apagando a sua versão antiga já toda redondinha e customizada com todos os plugins que você usa , não se afobe , vá migrando aos poucos , só quando a nova versão já estiver toda confgurada e redondinha ai sim apague a versão anterior.

visual editor : criando GUI’s com o SWT

Bom mas como resolvi o problema do SWT no Eclipse Galileu?? depois de muito bater cabeça descobri que temos 3 versões do Eclipse Galileu para Mac , uma baseada no cocoa com suporte a SO de 32 bits, outra baseada no cocoa com suporte a 64 bits e finalmente a baseada no carbon para SO de 32 bits .

Já quase desistindo de ficar com a nova versão do eclipse resolvi instalar a versão baseada no carbon , o carbon é uma API do Mac OSX só que mais velha que a cocoa … pra minha surpresa tudo funcionou perfeitamente , essa versão vem com o swt nativo no eclipse !!! que beleza !!! , agora posso voltar a desenvolver em SWT com a mesma eficacia de sempre .

A conclusão disso tudo é que a nova versão do SWT para Mac baseada no cocoa ainda não está perfeitamente integrada ao ambiente do Eclipse , eles ainda devem estar fazendo ajustes , recomendo para quem utiliza mac que espere os novos milestones de lançamento da IDE para que o SWT já venha integrado de vez , ficar importando o SWT como biblioteca externa é muito contraproducente.

Finalmente vale ressaltar aqui que esse problema só acontece na versão para Mac do eclipse e para quem só desenvolve em swing isso nem chega a ser um problema , Já o Netbeans só dá suporte a biblioteca Swing , para programar usando o SWT no Netbeans só inportando a biblioteca diretamente e usando alguns plugin de terceiros (geralmente pago claro : -) ) para ter suporte ao SWT visualmente .

>Eclipse para iniciantes

>

Tem gente que detesta configurar ferramenta , ou por falta de tempo ou por falta de paciência , o eclipse é totalmente modular e da suporte a varias linguagens, tem centenas de plug-ins porém os pacotes tem que ser instalados após o download do eclipse com a ajuda do aplicativo que instalação de novo software que vem na própria ferramenta .

Porem como nem tudo são flores , dependendo do que você está instalando as vezes ocorre um problema de dependência … nessa hora muito desenvolvedor iniciante desiste ou parte para uma outra IDE como o Netbeans , alias o Netbeans nesse sentido realmente é melhor para os iniciantes , uma das versões desse IDE já vem com tudo empacotado e suporte a varias linguagens mas a IDE fica carregada demais, se bem que existe meios para desativas alguns módulos melhorando o desempenho do Netbeans.

Pra quem continuar preferindo o eclipse mas que não tem paciência de resolver os conflitos de pacote e que precisa de um pouco mais do que as distribuições padrões que site oferece , pra essas pessoas existe o projeto EASY ECLIPSE , nesse projeto os desenvolvedores prepararam distribuições enxutas do eclipse já direcionadas para propósitos bem específicos , o desenvolvedor iniciante fica então com varias opções já customizadas para o que está trabalhando no momento , o IDE fica mais leve por que só tem os módulos necessários para cada perfil .



O site do projeto fica no endereço http://www.easyeclipse.org lá você encontra todas as distros já customizadas , é só baixar e sair usando , nada de instalar módulos a mais , os destaques das distros são os seguintes:

Get EasyEclipse

No site do projeto eclipse o desenvolvedor encontra distro especializadas para J2ME(Mobile Edition) e J2EE ( Enterprise Edition ), a única que você não encontra é a versão desktop java do Easy que já vem com o visual editor instalado , testado e funcionando .

Visite o site do projeto , você vai ver outras opções interessantes por lá , existem distros só para Ruby , PHP , etc … De uma olhada , derepente você encontra a distro ideal para o projeto que está desenvolvendo , tudo isso sem ter que configurar plug-ins adicionais 🙂

Fora isso se você quiser depois usar o próprio EasyEclipse para instalar coisas novas e ate features oficiais usando os sites de download do projeto , isso pode ser feito normalmente , afinal o Easy não deixa de ser o Eclipse só que customizado . Outra coisa importante , o site do Easy oferece um grande conjunto de plug-ins que foi customizado para funcionar no Easy , mas que também funcionam no Eclipse normal , é sempre bom dar uma olhada no que eles disponibilizam , como sempre tudo muito redondinho e funcionamdo , a pagina de plug-in do projeto fica no endereço http://www.easyeclipse.org/site/plugins/index.html

Bom , agora quem é desenvolvedor novato não tem mais desculpa , bom desenvolvimento a todos 😀

Abração [ ]

Eclipse para iniciantes

Tem gente que detesta configurar ferramenta , ou por falta de tempo ou por falta de paciência , o eclipse é totalmente modular e da suporte a varias linguagens, tem centenas de plug-ins porém os pacotes tem que ser instalados após o download do eclipse com a ajuda do aplicativo que instalação de novo software que vem na própria ferramenta .

Porem como nem tudo são flores , dependendo do que você está instalando as vezes ocorre um problema de dependência … nessa hora muito desenvolvedor iniciante desiste ou parte para uma outra IDE como o Netbeans , alias o Netbeans nesse sentido realmente é melhor para os iniciantes , uma das versões desse IDE já vem com tudo empacotado e suporte a varias linguagens mas a IDE fica carregada demais, se bem que existe meios para desativas alguns módulos melhorando o desempenho do Netbeans.

Pra quem continuar preferindo o eclipse mas que não tem paciência de resolver os conflitos de pacote e que precisa de um pouco mais do que as distribuições padrões que site oferece , pra essas pessoas existe o projeto EASY ECLIPSE , nesse projeto os desenvolvedores prepararam distribuições enxutas do eclipse já direcionadas para propósitos bem específicos , o desenvolvedor iniciante fica então com varias opções já customizadas para o que está trabalhando no momento , o IDE fica mais leve por que só tem os módulos necessários para cada perfil .



O site do projeto fica no endereço http://www.easyeclipse.org lá você encontra todas as distros já customizadas , é só baixar e sair usando , nada de instalar módulos a mais , os destaques das distros são os seguintes:

Get EasyEclipse

No site do projeto eclipse o desenvolvedor encontra distro especializadas para J2ME(Mobile Edition) e J2EE ( Enterprise Edition ), a única que você não encontra é a versão desktop java do Easy que já vem com o visual editor instalado , testado e funcionando .

Visite o site do projeto , você vai ver outras opções interessantes por lá , existem distros só para Ruby , PHP , etc … De uma olhada , derepente você encontra a distro ideal para o projeto que está desenvolvendo , tudo isso sem ter que configurar plug-ins adicionais 🙂

Fora isso se você quiser depois usar o próprio EasyEclipse para instalar coisas novas e ate features oficiais usando os sites de download do projeto , isso pode ser feito normalmente , afinal o Easy não deixa de ser o Eclipse só que customizado . Outra coisa importante , o site do Easy oferece um grande conjunto de plug-ins que foi customizado para funcionar no Easy , mas que também funcionam no Eclipse normal , é sempre bom dar uma olhada no que eles disponibilizam , como sempre tudo muito redondinho e funcionamdo , a pagina de plug-in do projeto fica no endereço http://www.easyeclipse.org/site/plugins/index.html

Bom , agora quem é desenvolvedor novato não tem mais desculpa , bom desenvolvimento a todos 😀

Abração [ ]

>Instalando o Visual Editor no Eclipse

>

Assim como o Netbeans que tem o projeto Matisse que é um construtor de interfaces gráficas para J2SE o projeto Eclipse tem o Visual Editor , muito similar ao Matisse e mais antigo , o Visual Editor não vem instalado por padrão nas distribuições no site do projeto , mas está disponível para instalação via plug in .

Visual Editor em ação

Como você pode ver na Figura acima o VE lembra muito uma ferramenta de construção de Interfaces gráficas como o Delphi ou VB . Em se tratando de Java a grande diferença do VE para o Matisse é que além da dupla Swing/AWT o usuário também pode usar o SWT ( Standart Widget Toolkit) que é uma API gráfica criada pela IBM e que tem um desempenho por vezes superior ao de aplicações swing . O grande diferencial da SWT é que essa API faz chamadas diretas ao Sistema Operacional para renderizar as janelas dos aplicativos aumentando dessa forma o desempenho , como nem tudo são flores o SWT tem versões para vários sistemas operacionais e durante a compilação de aplicativos SWT o SO deve ser informado , ou seja a portabilidade é em parte afetada pelo uso do SWT.

Vamos ao processo de instalação em si , os screenshots desse post são baseados na nova versão do eclipse a Galileo .

Primeiro inicie o Eclipse , depois vá no menu Help e procure a opção Install New Software.

vai aparecer uma janela para que você informe o site de update do VE que é o seguinte:

Basta você adicionar esse site na janela do update manager, o programa automaticamente vai acessar o repositório e apresentar os pacotes necessários para o VE , marque todos e pronto , só espere o download e instalação dos pacotes , depois disso o Eclipse deve ser reiniciado.

Veja o tutorial completo de como instalar o VE no eclipse no seguinte endereço : http://wiki.eclipse.org/VE/Update

Problemas na Instalação

Uma complicação ocorre quando você baixa certas distros no eclipse que não contem por default o pacote EMF necessário ao VE, isso ocorreu comigo pois baixei a distro do eclipse para Java EE developers , que não vem com o EMF( Eclipse Modeling Framework) instalado , nesse caso se você tentar baixar diretamente o VE vai dar um problema de dependência no pacote pela falta do EMF .


Para resolver o problema de dependência de pacotes nesse caso , precisamos primeiro instalar o EMF que é uma framework de modelagem necessário ao VE. Va ao menu help opção instalar novo software , quando o update Manager aparecer ao invez de cadastrar um novo site clique na seta e selecione all sites , isso vai fazer com que o eclipse carregue todos os sites oficiais do projeto e por conseqüência vai mostar todos os pacotes ainda não instalados na sua distro que são do projeto oficial . Nessa enorme lista , você deve procurar um pacote chamado “Modeling” esse é o pacote que contém o EMF , instale o pacote ( vai demorar vários minutos tenha paciência) . Depois de instalado o EMF tente instalar o VE , deve funcionar .

Qualquer duvida poste aqui no final do artigo que eu tento responder 🙂

um abraço [ ]

Instalando o Visual Editor no Eclipse

Assim como o Netbeans que tem o projeto Matisse que é um construtor de interfaces gráficas para J2SE o projeto Eclipse tem o Visual Editor , muito similar ao Matisse e mais antigo , o Visual Editor não vem instalado por padrão nas distribuições no site do projeto , mas está disponível para instalação via plug in .

Visual Editor em ação

Como você pode ver na Figura acima o VE lembra muito uma ferramenta de construção de Interfaces gráficas como o Delphi ou VB . Em se tratando de Java a grande diferença do VE para o Matisse é que além da dupla Swing/AWT o usuário também pode usar o SWT ( Standart Widget Toolkit) que é uma API gráfica criada pela IBM e que tem um desempenho por vezes superior ao de aplicações swing . O grande diferencial da SWT é que essa API faz chamadas diretas ao Sistema Operacional para renderizar as janelas dos aplicativos aumentando dessa forma o desempenho , como nem tudo são flores o SWT tem versões para vários sistemas operacionais e durante a compilação de aplicativos SWT o SO deve ser informado , ou seja a portabilidade é em parte afetada pelo uso do SWT.

Vamos ao processo de instalação em si , os screenshots desse post são baseados na nova versão do eclipse a Galileo .

Primeiro inicie o Eclipse , depois vá no menu Help e procure a opção Install New Software.

vai aparecer uma janela para que você informe o site de update do VE que é o seguinte:

Basta você adicionar esse site na janela do update manager, o programa automaticamente vai acessar o repositório e apresentar os pacotes necessários para o VE , marque todos e pronto , só espere o download e instalação dos pacotes , depois disso o Eclipse deve ser reiniciado.

Veja o tutorial completo de como instalar o VE no eclipse no seguinte endereço : http://wiki.eclipse.org/VE/Update

Problemas na Instalação

Uma complicação ocorre quando você baixa certas distros no eclipse que não contem por default o pacote EMF necessário ao VE, isso ocorreu comigo pois baixei a distro do eclipse para Java EE developers , que não vem com o EMF( Eclipse Modeling Framework) instalado , nesse caso se você tentar baixar diretamente o VE vai dar um problema de dependência no pacote pela falta do EMF .


Para resolver o problema de dependência de pacotes nesse caso , precisamos primeiro instalar o EMF que é uma framework de modelagem necessário ao VE. Va ao menu help opção instalar novo software , quando o update Manager aparecer ao invez de cadastrar um novo site clique na seta e selecione all sites , isso vai fazer com que o eclipse carregue todos os sites oficiais do projeto e por conseqüência vai mostar todos os pacotes ainda não instalados na sua distro que são do projeto oficial . Nessa enorme lista , você deve procurar um pacote chamado “Modeling” esse é o pacote que contém o EMF , instale o pacote ( vai demorar vários minutos tenha paciência) . Depois de instalado o EMF tente instalar o VE , deve funcionar .

Qualquer duvida poste aqui no final do artigo que eu tento responder 🙂

um abraço [ ]

C/C++ no eclipse

Para quem quer utilizar o C/C++ no eclipse aqui vai a dica para começar , a essa altura você já deve ter uma distro de eclipse provavelmente usando JAVA . Muito bem , agora você vai precisar seguir os seguintes passos .

Primeiramente inicialize o eclipse normalmente , uma vez feito isso procure no Menu help a opção software updates, na nova versão do eclipse ( Galileo – eclipse 3.5) lançada em julho, o software updates foi substituido por duas opções o Check for updates , utilizado quando se quer simplesmente atualizar os plugins já instalados , e o Install new Software , que server par instalar plugins novos , como utilizo a versão 3.4 do eclipse ( Ganymed) você vai ter que se guiar por esse artigo baseado no Ganymed mas o principio é o mesmo :-D.

Uma vez acionado o Software Updates uma janela com o sistema de atualizações do eclipse vai aparecer e começar a carregar os repositórios de software já cadastrados na sua distribuição, dê uma pausa no eclipse e abra um navegador e vá para a pagina de downloads do projeto eclipse (http://www.eclipse.org/downloads/) , lá na margem direita vc vai encontra uma area chamada Popular Projects ( Projetos populares ) , procure o projeto chamado CDT ( C/C++ Development Tools)

De um clicke no link ou vá diretamente para a pagina do projetohttp://www.eclipse.org/cdt/downloads.php , uma vez lá você vai se depara com uma serie de endereços de repositorios , veja qual a versão do eclipse você está usando , de qualquer maneira a versão 6 do CDT é compatível com as duas versões do eclipse 3.4 e 3.5, antes de sair do navegador e voltar para o eclipse copie o endereço do repositório do CDT que deve ter um endereço parecido com http://download.eclipse.org/tools/cdt/releases/galileo .

Volte para o eclipse e dentro do eclipse para o software updates . Dentro do Software Updates existe uma aba Avaiable software , selecione essa aba , nesse momento vão aparecer os sites de repositorios do projeto eclipse já cadastrados …. do lado direito acione o botão add para adicionarmos o site do projeto CDT , copie o endereço do repositório do CDT e clique em ok .


Estamos quase lá … Uma vez adicionado o repositório , o software updates vai consultar o site e vai mostrar os softwares que podem ser instalados na sua distro , escolha todos os pacotes e espere o download , assim que o eclipse acabar de baixar e instalar os pacotes ele reinicializa a IDE.

Para verificar se o CDT foi instalado com êxito vamos testar o CDT.

Inicialize o eclipse , vamos acionar as ferramentas do CDT , procure o menu Windowns -> Open Perspective ->Other. Nesse momento vai aparecer uma janela onde você pode selecionar a prespectiva C/C++ , isso vai habilitar todas as ferramentas do CDT , pronto o eclipse esta apto a desenvolver projetos em C/C++.

>C/C++ no eclipse

>

Para quem quer utilizar o C/C++ no eclipse aqui vai a dica para começar , a essa altura você já deve ter uma distro de eclipse provavelmente usando JAVA . Muito bem , agora você vai precisar seguir os seguintes passos .

Primeiramente inicialize o eclipse normalmente , uma vez feito isso procure no Menu help a opção software updates, na nova versão do eclipse ( Galileo – eclipse 3.5) lançada em julho, o software updates foi substituido por duas opções o Check for updates , utilizado quando se quer simplesmente atualizar os plugins já instalados , e o Install new Software , que server par instalar plugins novos , como utilizo a versão 3.4 do eclipse ( Ganymed) você vai ter que se guiar por esse artigo baseado no Ganymed mas o principio é o mesmo :-D.

Uma vez acionado o Software Updates uma janela com o sistema de atualizações do eclipse vai aparecer e começar a carregar os repositórios de software já cadastrados na sua distribuição, dê uma pausa no eclipse e abra um navegador e vá para a pagina de downloads do projeto eclipse (http://www.eclipse.org/downloads/) , lá na margem direita vc vai encontra uma area chamada Popular Projects ( Projetos populares ) , procure o projeto chamado CDT ( C/C++ Development Tools)

De um clicke no link ou vá diretamente para a pagina do projetohttp://www.eclipse.org/cdt/downloads.php , uma vez lá você vai se depara com uma serie de endereços de repositorios , veja qual a versão do eclipse você está usando , de qualquer maneira a versão 6 do CDT é compatível com as duas versões do eclipse 3.4 e 3.5, antes de sair do navegador e voltar para o eclipse copie o endereço do repositório do CDT que deve ter um endereço parecido com http://download.eclipse.org/tools/cdt/releases/galileo .

Volte para o eclipse e dentro do eclipse para o software updates . Dentro do Software Updates existe uma aba Avaiable software , selecione essa aba , nesse momento vão aparecer os sites de repositorios do projeto eclipse já cadastrados …. do lado direito acione o botão add para adicionarmos o site do projeto CDT , copie o endereço do repositório do CDT e clique em ok .


Estamos quase lá … Uma vez adicionado o repositório , o software updates vai consultar o site e vai mostrar os softwares que podem ser instalados na sua distro , escolha todos os pacotes e espere o download , assim que o eclipse acabar de baixar e instalar os pacotes ele reinicializa a IDE.

Para verificar se o CDT foi instalado com êxito vamos testar o CDT.

Inicialize o eclipse , vamos acionar as ferramentas do CDT , procure o menu Windowns -> Open Perspective ->Other. Nesse momento vai aparecer uma janela onde você pode selecionar a prespectiva C/C++ , isso vai habilitar todas as ferramentas do CDT , pronto o eclipse esta apto a desenvolver projetos em C/C++.

Eclipse qual versão escolher???

A briga entre os IDE ‘s de desenvolvimento nunca esteve tão acirrada entre dois produtos que geram acaloradas discussões entre os partidários do Netbeans e o Eclipse , todos dois tem vantagens e desvantagens e a coisa mais facil é achar dezenas de posts em blogs sobre as características de cada um , eu de minha parte já tenho o meu preferido que é o eclipse , não vou discutir porque escolhi o eclipse ao invés do Netbeans , isso pode ficar para um outro post , esse aqui é para mostrar como escolher qual das versões de pacotes baixar para trabalhar nas minhas aulas e principalmente nos projetos de extensão.

Primeiramente vá ao site do projeto que fica no endereço http://www.eclipse.org/ , uma vez lá você vai ver um botão enorme … download eclipse dãaaa 😛

Aqui a coisa fica confusa , o usuário tem umas 9 versões diferentes para baixar … e agora o que fazer ??? Vamos por partes , primeiramente vamos nos focar no JAVA , a maior parte do curso essa vai ser a linguagem utilizada nas disciplinas e nos projetos desenvolvidos em sala de aula ok !! Então ficamos com dois pacotes pra escolher :

  • Eclipse IDE para Desenvolvedores Java EE
  • Eclipse IDE para Desenvolvedores java .

Se você for Curioso e procurar na pagina o projeto eclipse tem um quadro comparativo entre as distribuições no seguinte endereço [link] , se você der uma olhada a conclusão obvia é que o eclipse para Java EE tem tudo o que o eclipse para Java tem e mais um monte de ferramentas para desenvolvimento web , se você tem velox ou qualquer outro serviço de banda larga essa é a distribuição que você deve escolher , caso contrario se a sua internet ainda é lenta baixe a versão java simples que tem a metade do tamanho da versão para Java EE , em tempo EE = Enterprise Edition , outra opção e chegar mais cedo na Universidade pedir para usar um dos labs e baixar a distro , com o Link da UFRA o download é feito num 15 a 20 minutos .

Fica a pergunta , e se eu quiser usar o eclipse para desenvolver em outras linguagens??? isso é super simples de fazer e basta instalar os plugins que permitem que outras linguagens de programação sejam usadas no eclipse , mas isso fica para outro post e esse post não vai demorar muito a sair uma vez que na disciplina de algoritmos e programação vamos ter que usar C/C++ , aguardem.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑